Paróquia São Domingos

Diocese
Menu
Paróquia São Domingos
Paróquia São Domingos

Rua Firmino Paim, 400 - Torres - RS

A Voz do Pastor › 20/01/2022

A MISSÃO DE JESUS… A NOSSA MISSÃO…

No Evangelho deste final de semana, (Lc 1,1-4; 4,14-21), terceiro domingo do tempo comum, começo do Evangelho de Lucas temos o início da missão de Jesus.

O trecho de hoje une dois trechos do Evangelho segundo Lucas: a introdução, onde ele conta como escreveu o evangelho, depois a leitura da Bíblia em Nazaré e a homilia de Jesus, que declara o objetivo de sua missão. Quando Lucas escreve o evangelho ele tem o objetivo de dar firmeza à fé do Teófilo, quer dizer, do amigo de Deus, que cada um de nós pretende ser. No segundo trecho ele descreve uma leitura pública da Escritura que, num sábado, Jesus faz durante a celebração da Palavra na comunidade de Nazaré, sua terra. Jesus lê e explica: “Essa passagem da Escritura se realiza hoje, aqui!” A reação é de espanto e, depois, de indignação. As pessoas começam se perguntando se ele não é o conhecido “filho de José” e terminam querendo jogá-lo no precipício. Mas, “passando pelo meio deles, ele seguiu seu caminho”. Qual é a palavra da Escritura que Jesus aplica a si mesmo? É o programa de seu ano missionário segundo Lucas. “O Espírito do senhor está sobre mim, pois ele me consagrou com a unção para anunciar a boa-nova aos pobres, enviou-me para anunciar a libertação aos presos e aos cegos a recuperação da vista para dar liberdade aos oprimidos e proclamar o ano de graça da parte do senhor”.

Muitas vezes somos questionados. Por que a Bíblia fala tanto em ‘evangelizar os pobres’ e não os ricos, que parecem estar mais distantes de Deus e da fé? Se olharmos para a missão de Jesus, resumida na citação de Isaías, é exatamente evangelizar, ou seja, levar boa notícia aos pobres, proclamar o ano da graça ou do agrado de Deus, o jubileu. Segundo a Bíblia, no ano do jubileu quem estava preso por causa de dívida recuperava a liberdade, quem devia tinha suas dívidas perdoadas, quem perdia suas terras, seu meio de vida, voltava para a antiga propriedade. Isso não era boa notícia para os pobres? Para os ricos talvez não era tão boa… Mas é a missão de Jesus.

A preocupação com os pobres percorre todo o Evangelho de Lucas. Jesus não nasce num berço de ouro; seu berço é o cocho de um estábulo. Seu nascimento é anunciado aos pastores, gente pobre e temida, como os ciganos e os sem-terra nos dias de hoje. “Hoje nasceu para vós um salvador”: salvador dos pobres, ele será reconhecido na pobreza do berço. As parábolas próprias de Lucas falam do homem sem nome, roubado e caído à beira do caminho; falam dos pobres forçados a entrar para a festa do rei; falam do pobre Lázaro caído à porta do banquete diário do rico e do abismo que os separa aqui e na eternidade.

 

Pe. Leonir Alves

Deixe o seu comentário

Você deverá estar conectado para publicar um comentário.

Horário de Missas

Sineiro

Rádio Maristela


Mensagem do Pároco

Vídeos

Homenagem ao diácono Arnaldo

Nossas Comunidades