Paróquia São Domingos

Diocese
Menu
Paróquia São Domingos
Paróquia São Domingos

Rua Firmino Paim, 400 - Torres - RS

Notícias da paróquia › 31/08/2020

Grupos de Jovens se uniram para Ação Marmita Solidária

A paróquia São Domingos conta com seis grupos de jovens: Emaús Ágape, Jocap, 4S, UFC, UNAC, Exército do Amor de Cristo e o REJOC que não é um grupo propriamente dito, mas um agente de resgate de jovens para esses grupos. Todos os movimentos e pastorais da Igreja precisaram se reinventar para que seus encontros continuassem acontecendo e principalmente porque todos tinham muitas ações a serem realizadas neste ano. Muitas dessas ações não puderam ser executadas, porém, os jovens que não são apenas o futuro, mas o presente desta paróquia, se organizaram e realizaram o que pode-se chamar de a maior ação de integração e união entre todos estes grupos: a Marmita Solidária.

Este projeto consiste na preparação da janta para as pessoas em situação de rua em Torres. A ação teve início no dia 16 de julho e desde então acontece semanalmente em todas as quintas-feiras, onde em cada uma dessas noites dois grupos são responsáveis em preparar e entregar as marmitas. É realizado por rodízio, sendo que a cada mês as equipes mudam, promovendo assim uma grande integração entre todos os jovens que participam dos grupos. Desta forma, eles podem além de ajudar os que mais precisam, interagir, trocar experiências e cada vez mais se unirem na fé em Jesus Cristo e sua Igreja.

Felipe Antonio da Rosa de Lima Bittencourt – Coordenador do Grupo Ágape

O coordenador do Grupo Emaús Ágape, Felipe Antonio da Rosa de Lima Bittencourt, conta que esta ação da Marmita Solidária, teve início ainda em 2017, onde os jovens do Emaús se reuniam a cada 15 dias para prepararem alimentos para as pessoas em situação de rua e saiam aleatoriamente pela cidade para conversar. “Sabíamos que outros grupos faziam a mesma ação, porém, nunca tinham se encontrado. Até que no início de 2020 encontraram um destes grupos e perceberam que estava na hora de tornar a Marmita Solidária uma ação fixa do Grupo. Em contato com o coordenador do Movimento de Cursilhos, Fabiano Silveira de Oliveira, ficamos sabendo que o cursilho participa de uma ação semanal, junto aos outros grupos e de outras igrejas, de levar janta para os moradores de rua. Nesta conversa, ele sugeriu que não apenas o nosso grupo Ágape assumisse um dia da semana, mas que fosse uma ação entre todos os grupos de jovens da paróquia. Então, com a ajuda do Adriano Bittencourt organizamos uma reunião virtual com todos os grupos da nossa paróquia, mais o grupo JRJ de Passo de Torres/SC, e neste dia, todos assumiram o compromisso da Marmita Solidária semanal”, explica.

O representante do movimento de população em situação de rua, Nilson Policena, que por dez anos viveu em situação de rua e que neste dia primeiro de setembro de 2020 completa cinco anos que saiu das ruas, relata que o Movimento Nacional da População de Rua, nasceu em agosto de 2004, onde 15 pessoas foram brutalmente agredidas na cabeça, sendo que 7 delas vieram a óbito, naquilo que se chama o Massacre da Praça da Sé. O movimento surgiu para lutar por políticas públicas para estas pessoas, que tem todos os seus direitos mais básico violados. Conta ainda que em Torres ele organiza a entrega de refeições, luta por espaço de acolhimento, ou seja, luta para que estas pessoas tenham acesso a saúde, moradia e trabalho, direitos básicos das pessoas. “Conheci o Felipe quando ele entrou em contato comigo para falar sobre a entrega das refeições. Ele é uma pessoa muito bacana. Nos encontramos, conversamos e desde então ele tem agregado muito nesta luta pela dignidade da população de rua e o grupo dos jovens é um grupo muito bom que tem feito coisas maravilhosas, principalmente por não levarem somente o alimento físico, mas também o alimento espiritual em cada mensagem que distribuem para a população de rua. É uma honra conhecer esses grupos de jovens”, conta.

Confira alguns depoimentos de coordenadores destes grupos:

“Estamos visitando as famílias das praias do sul, dando prioridade para aquelas que tem criança e, nestas visitas além de levarmos pães e outros alimentos arrecadados através de doações, fazemos um momento de oração e mostramos a importância de rezarmos em família. Com relação a Marmita Solidária, os jovens estão realizados em poder levar alimento a quem não tem nada, fazendo com que estes momentos se tornem verdadeiros retiros espirituais”. (Sabrina Mariano Zeferino, coordenadora do Rejoc)

 

 

“Participar da Marmita Solidária, em união com os grupos da Paróquia São Domingos, é uma alegria muito grande para nós do JRJ, pois nos enche o coração de esperança em um mundo melhor e trás a certeza que estamos caminhando no rumo certo. Além de estarmos fazendo o bem ao próximo, estamos fazendo isto em companhia de outros jovens, de diferentes grupos e carismas, fortalecendo ainda mais nossa Santa Igreja Católica”. (Leonardo Porto, coordenador do Grupo JRJ, de Passo de Torres)

 

 

“Nosso grupo se dividiu em duas equipes para participar da Marmita Solidária onde, além desta atividade, também arrecadamos roupas e calçados paras as pessoas mais necessitadas”. (Maria Eduarda Machado da Rosa, coordenadora do Grupo de Oração Exército do Amor de Cristo)

 

 

“Além desta ação da Marmita Solidária, nosso grupo aderiu à campanha #AmeÍsis, divulgando e arrecadando tampinhas plásticas em vários pontos fixos do município. Temos a intensão, de quando as missas voltarem a acontecer na nossa comunidade, nós assumirmos, com nossas mães, a limpeza da igreja”. (Marcus Vinicius Carneiro da Silva, Coordenador do Grupo UFC)

 

“Está sendo um grande desafio repensar todas as nossas atividades, mas com a graça de Deus tudo está dando certo. O grupo está bem forte e sentindo-se maravilhados em, junto com os outros grupos da paróquia, ter iniciado esta experiência da ação Marmita Solidária”. (Luana Selau, coordenadora do Grupo 4S)

 

 

“Nosso grupo está feliz em poder participar da Marmita Solidária com os outros grupos da paróquia, pois estávamos com poucas ações na comunidade, devido a pandemia. Porém, estamos fazendo vídeos internos no grupo, refletindo mensagens e passagens da Bíblia”. (Michele Maggi Candido, coordenadora do Grupo UNAC)

 

*Foto de capa da matéria, foi tirada em agosto de 2019, portanto, antes da pandemia.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Horário de Missas

Sineiro

Rádio Maristela


Mensagem do Pároco

Vídeos

Ano Novo – “Vem aí 365 novas oportunidades!

Nossas Comunidades